fbpx

Mês dedicado integralmente às mulheres, além do Dia Internacional da Mulher, março é responsável pela importante campanha de conscientização sobre a saúde feminina: o Março Lilás. Com o foco na prevenção ao Câncer de Colo do Útero, orienta as mulheres sobre a importância da conversa e da vacinação. 

Mas afinal, o que é o Câncer de Colo do Útero?

A doença é uma evolução da infecção pelo vírus HPV, que causa alterações no colo do útero, localizado no fundo da vagina. As lesões provocadas pelo HPV são totalmente curáveis na maioria das vezes, mas, se não tratadas, após muitos anos podem se transformar em câncer. No Brasil, o câncer de colo do útero é o terceiro mais incidente na população feminina, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

O diagnóstico é feito através do exame Papanicolau, que faz a coleta das células da região do colo uterino para identificar infecções vaginais ou sexualmente transmissíveis e, principalmente, alguma anomalia precursora de câncer de colo uterino.

E os sintomas? Quais são?

O Câncer de Colo do Útero evolui de maneira lenta, sendo difícil identificá-lo por apresentar sintomas leves. Por isso, é muito importante cuidar da saúde e vacinar-se contra o HPV. 

Em estágio avançado a mulher pode sentir:

Dores abdominais intensas;

Secreção vaginal desregulada;

Sangramento vaginal intenso e seguido (este pode se manifestar após relação sexual).

Como é feito o tratamento do câncer? 

Por se tratar de um câncer, a doença de colo de útero tem tratamento definido pelo médico através de acompanhamento do caso e podem variar entre:

Quimioterapia;

Cirurgia;

Radioterapia.

Quero me prevenir, como faço?

Como o Câncer de Colo do Útero está principalmente ligado à evolução da infecção pelo vírus HPV, vacinar-se contra esta doença deve ser o método de prevenção principal, além de ser o mais eficaz. O Ministério da Saúde assegura por meio de calendário oficial, a imunização de meninas entre 9 e 14 anos.

Outra forma de cuidar da sua saúde é através do uso de preservativo, que previne de maneira parcial o contágio.