fbpx

Dia 15 de junho é o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. A data foi o resultado de uma solicitação da Rede Internacional de Prevenção ao Abuso de Idosos (INPEA), oficialmente reconhecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2011, e tem como objetivo disseminar informações sobre os direitos dos idosos quanto à garantia de um envelhecimento mais saudável e tranquilo.

No Brasil, o número de idosos é expressivo representando 14,6% do total da população do país em 2017, segundo dados do IBGE. Esse número tende a aumentar significativamente até 2025. Segundo o órgão, estima-se que o número de brasileiros com mais de 60 anos será em torno de 32 milhões, correspondendo a 23% da população.

Além do aumento no número de idosos no Brasil, o cenário atual de pandemia da COVID-19 trouxe um alerta para a necessidade de olhar com mais atenção para o bem-estar da pessoa idosa. Eles compõem um dos grupos de risco para a doença e são suscetíveis ao desenvolvimento de doenças mentais, como os transtornos de ansiedade e a depressão em idosos.

Pensando no bem-estar dos idosos e na importância de informar sobre os cuidados necessários com a sua saúde e segurança, os Amigos do HC criaram o “Guia de Cuidados e Direitos da pessoa idosa em tempos de COVID-19”, disponível abaixo. O guia foi desenvolvido com a preocupação de envolver a sociedade na manutenção do bem-estar dos idosos, que é dever de todos.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Confira Dicas de Cuidados com a Pessoa Idosa para a Prevenção da Violação de Direitos:

1- Assegurar uma alimentação saudável, manutenção de cuidados com a higiene pessoal, qualidade do sono;

2- Assegurar que o ambiente de moradia da pessoa idosa tenha iluminação adequada, ventilação, com condições de habitabilidade, privacidade, segurança, salubridade, higiene e limpeza;

3- Garantir que a pessoa idosa mantenha em dia o uso as medicações, vacinação e consultas de rotina, caso necessite;

4- Prevenir acidentes domésticos, realizando as adaptações necessárias para as atividades da vida diária;

5- Favorecer o contato com familiares e amigos por telefone, e outras mídias, principalmente em situação de isolamento social ou restrição de mobilidade;

6- Estimular a realização atividade de relaxamento, exercícios para a mente e condicionamento físico quando possível;

7- Cuidar dos cuidadores, eles também precisam de espaços de acolhimento de suas emoções, compartilhe as tarefas domésticas, evite a sobrecarga a uma pessoa;

8- Estimular e esclarecer à pessoa idosa sobre seus direitos e a importância de denunciar as situações de violência sofridas.